Participe da Mais nova onda do Skoob

Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Coisa de Boca


Boca que fala, que repreende
às vezes renega, outrora sente
A boca que cala é a mesma que estala
aquele beijo de arrepiar a gente
Boca, linda boca, seduz alma louca
de um ser displicente
Boca, linda boca, para uns torna-se pouca
Diante a imensidão de quem mente
Essa boca que difama é a mesma que canta
aquela que te seduz e te leva para a cama
Sendo a boca doce, o sabor me encanta
E tão suave é a sua voz quando em silêncio
sua boca me chama.

Ludimila do Nascimento Bassan

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las".
(Voltaire)