Participe da Mais nova onda do Skoob

Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Tem gente parada no tempo



E o nosso tempo é que passa
Beija a face feito o vento
Que corre e já vai se escondendo
E tem gente que acha graça

É, até parece a melhor idade chegando
O momento é de sorrir todo o dia
Voltar a preencher a nossa casa vazia
E tem gente que já estava esperando

Veja só, tem um sonho que já está a chegar
Talvez em julho quando tudo pára
A nossa imagem seja profundamente Clara
E tem gente que não sabia que poderia amar

Enquanto estamos à espera
Da vida poder nos apresentar
E nos meus braços poder te ninar
Tem gente que a vontade supera
A curiosidade o nosso tempo tempera
Sendo o maior resultado do nosso perseverar

Então, embalados pelo ritmo do tempo
Tem gente que sente a vida passar
Tem gente que não sabe esperar
E eu? Ah! Eu sou o sabor do vento


Ludimila do Nascimento Bassan

5 comentários:

  1. Muito interessante o jeito como escreve, meus parabéns!
    To seguindo!

    ResponderExcluir
  2. Ludmila,

    Apreciei muito o teu blog. É um texto mais bonito e inspirado do que o outro.

    Estou seguindo!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Esperar muito faz mal, né? E as descobertas que vem à tona são deliciosas!

    Gostei bastante do seu blog. Estou a seguir-te! :D

    Abraços, até a próxima visita.

    http://semdorsemvitoria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Parabéns! Gostei do blog.
    Dá uma passada lá no meu que acabei de criar, que aliás tem um nome muito parecido com o seu. http://soseiquevejo.blogspot.com/ rs

    Ah, to seguindo.
    Bjao.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns ,belas palavras,gostei,fique a vontade para conhecer o meu tbm.
    http://cantinhodagiigirimum.blogspot.com/

    beijos.

    ResponderExcluir

"Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las".
(Voltaire)