Participe da Mais nova onda do Skoob

Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 8 de março de 2012

Menina



Vai menina, pega no lápis e discorre
Fala sobre a tua vida breve
Qualquer palavra pra mim já serve
E enquanto houver tempo CORRE!
Corre porque o relógio não perdoa
Ele jamais devolverá o teu passado
Ele não trará as pessoas para o teu lado
Vai que o ponteiro das horas voa!

Menina, voa, mas voa bem lentamente
Observe todo o caminho que percorrer
Para que um dia não venha a se esquecer
Tudo o que te impulsionou cada vez mas para frente
Menina, agora silencia e sente

...

Sente que o sonho não te abandonou?
Sente que ele sempre te desejou?
Não desista a agora, tente!
Vai menina, pega a tua borracha
E faz dessas palavras um simples borrão
Diga que nada disso faz sentido
Que eu discuto tudo isso contigo
Sei muito além da tua imaginação
Sou eu que te confesso ao pé do ouvido
Que sou eu que mando e não tua razão
Quantas vezes será necessário dar só mais um empurrão?
Escute o que eu digo, porque de você eu na da duvido

Menina, menininha minha
do silêncio nasceu minha rima
Que não poderia ter sido mais bela
Melhor do que você não tem
E olha que de sentimentos
Com certeza eu entendo bem!


Ass: Coração de menina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las".
(Voltaire)